O MAL EXISTE

As pessoas boas acreditam que o homem nasce bom e que a sociedade a corrompe. Outras não têm dúvidas de que o homem mau nasceu mau e só eventualmente pode se tornar bom.

E está se tornando cada vez mais difícil defender a tese de que o homem nasce bom e se corrompe ao longo do tempo frente a determinados fatos que teimam em tentar nos convencer de que o mal existe.

O mal existe no coração de certas pessoas e dali não sai, por mais que recebam instrução formal e convivam com pessoas boas. O mal só sai de seus corações para realizar sua missão de fazer sofrer aos outros, de destruir, de nos fazer descrer da bondade, da gentileza, da amizade e outros sentimentos bons.

A função do mal é ser mau, ser sujo, indigno e desprezível, contaminando tudo que se aproxima dele, destruir a bondade de uns e fazer os outros desconfiar que ela não existe.

Acreditamos que a maioria dos crimes é fruto de momentos maus, falta eventual de clareza e ausência de consciência social, permitindo que aquela porção bandida que todos temos se manifeste em intensidade maior que nossos bons sentimentos e nossa ideia de justo, certo, adequado.

Mas em alguns casos a falta de justificativas e de motivações minimamente válidas nos faz acreditar que o mal não é fruto do acaso ou das circunstâncias, mas mera manifestação de um coração doente. Estava lá, o tempo todo, atrás de um sorriso bonito, de uma cara simpática, de uma condição econômica enganosa. Só esperando o momento certo para se revelar.

E, quando o mal se revela, demoramos a acreditar que ele existia, o que é por ele aproveitado para crescer e nos engolir, sem cerimônia e sem compaixão.

É certo que o mal sempre existiu, só que agora ele está tão vivo nas imagens da televisão, nas notícias do rádio, nos acontecimentos diários de cada esquina das cidades, dos campos e das vilas,  que nos assusta.

Dizem que ser bom não é nenhuma virtude, mas uma obrigação de todos, mas é tudo que nos resta, apesar do mal que campeia.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s