EI, ESTOU VIVO!

Aprendi que quando o fato é inevitável, deve-se procurar tirar dele um proveito pessoal que nos ajude a crescer e nos divirta.

Assim, por ocasião da última (espero mesmo que seja a última) cirurgia, fui levado ao bloco cirúrgico a uma hora da tarde. Lá chegando, coberto por um lençol e com aquela charmosa camisola que mostra a bunda da gente, fui “estacionado” em uma salinha que servia como almoxarifado.

Durante quarenta e cinco minutos fiquei ali, coberto por um lençol e preocupado, pois os empregados do hospital entravam, pegavam um travesseiro, uma fronha, medicamentos e bandejas e não falavam comigo. Senti-me discriminado, como um corpo sem vida.

Para não me agitar, procurei ficar quieto, até porque não tinha ninguém com tempo e disposição para discutir política, meio ambiente ou o calorão.

Confesso que inúmeras vezes levantei os braços, as pernas, passei a mão no cabelo, tossi, tudo para informá-los que eu estava ali e mais, estava vivo. Morria de medo de que eles achassem que eu estava morto e, em vez de me levar para a sala de cirurgia, me levassem para o necrotério.

Mas, ao final deste período pavoroso, fui levado à sala de cirurgia e a médica anestesista falou comigo!! Disse “daí doutor, de novo por aqui?”. Senti-me valorizado, voltei a ser mais que um corpo velho e cansado necessitando de uns reparos e, mais, vivo!

Deu tudo certo, mas a expectativa na “garagem” me matou, ou, melhor, quase me matou.

Não recomendo a experiência a ninguém, mas cada vez mais acho que “o que não mata engorda” (não, não posso engordar), ou mais adequadamente falando “o que não nos mata nos fortalece”.

Enfim, a experiência, apesar de apavorante, foi divertida.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s