FORÇA!

        

         Há décadas trabalho no sentido de ajuizar ações para garantir a pessoas com doenças graves o direito a internações hospitalares e fornecimento caríssimos que o Estado, tão generoso na distribuição de verbas para coisas importantes, como carnaval, futebol e corrupção, tem um sem número de “critérios” para negar, negar, negar. Afinal, quem mandou ficar doente e não ter condições de pagar trezentos mil reais?

         Mas, apesar de toda experiência de ter visto pessoas quase morrendo na minha frente, desesperados pela possibilidade de morte iminente enquanto os técnicos, do alto de sua sabedoria, discutiam teses e mais teses e escreviam livros e artigos sobre o assunto, não consigo deixar de me impressionar com a força destas vítimas do sistema!

         Muitas vezes são pessoas de idade avançada que aparentemente já não desejavam mais nada da vida, até descobrir que ela podia acabar de uma hora para outra e quase sempre com dores terríveis, péssima qualidade vida. Estes renascem, que crescem como nunca, lutam mais do que podem e, eventualmente, vencem. Mas, seguramente, lutam, e isso é lindo.

         Outros são crianças, absolutamente inconscientes dos riscos, acreditando nos pais e amigos, querendo viver simplesmente porque são jovens e tem direito de viver!

         Por fim, temos pessoas de meia idade, algumas com filhos pequenos que não querem abandonar. Estes lutam mais pelos filhos do que por si mesmo. Entendem, me parece, que não têm o direito de morrer, ainda, porque têm responsabilidades com os filhos. Esquecem-se de si mesmos e se tratam pelos filhos. Isso é incrível e maravilhoso.

         De onde veem essa força senão do amor por si e pelo próximo? Afinal, por mais que lutemos, todos vamos morrer. Mas queremos viver.

         Quando o Estado irresponsável e os planos de saúde gananciosos vão entender que estão tratando de “pessoas”? Quando vão tratar a saúde com mais amor e menos técnica? Afinal, não são máquinas, mas homens, mulheres e crianças, enfim, gente!

         Minha admiração aos que lutam pela vida.  E força, muita força!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s