QUE FEIO, OBAMA!

 

         Quando Barack Obama foi eleito Presidente da nação mais preconceituosa do mundo, todos acharam que ali se iniciava uma nova era de respeito aos direitos humanos, somente pelo fato dele ser negro.

         É fora de dúvida que era um fato histórico para o país em que até hoje existem pessoas que veneram        uma das mais radicais e sanguinárias organizações racistas de todo o mundo, a Ku Klux Klan, que existe até hoje e que mantém, inclusive, site na internet!

         Penso que Obama foi eleito pela comunidade latino americana, enorme nos Estados Unidos, que viu nele a esperança da redenção das pessoas pobres e negras, do respeito aos direitos humanos e aos direitos civis fundamentais.

         Mas não foram apenas os eleitores americanos enganados, todos nós nos emocionamos com aquele negro de origem pobre, com raízes familiares vivas na África.

         Ele prometeu fechar a prisão ilegal de Guantánamo e liberar as pessoas lá recolhidas há anos sem acusação formal e sem julgamento. Não cumpriu. Ele prometeu acabar com as eternas guerras mantidas pelos Estados Unidos pelo mundo afora. Não cumpriu.    Ele prometeu estabelecer um sistema de atendimento público de saúde para os pobres. Ficou só na promessa.

         É compreensível que alguns dos projetos não possam ser cumpridos em sua totalidade, mas manter sistemas de espionagem no mundo todo, quebrando sigilos de comunicações por telefone, internet ou fax sem autorização judicial e sem motivos reais, foi a gota d’água.

         Ninguém é ingênuo para imaginar que este não seja um comportamento corriqueiro de nações no território de outras nações, inclusive do Brasil, mas partindo daquele que representava a redenção dos direitos humanos no mundo, foi duro!

         Sob muitos aspectos este episódio serve para acabar de vez com o preconceito de cor, ou seja, todos são iguais, inclusive na canalhice, na falta de caráter, na mentira e na cara de pau.

         O que faz um homem de bem não é a cor de sua pele, mas a sua formação moral. Parece que a de Obama foi muito falha.

         Que feio, Obama, eu acreditava em ti.

         Mas eu não conto, pois sou um Zé Mané, mesmo.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “QUE FEIO, OBAMA!

  1. Ralf

    O que faz um homem de bem não é a cor de sua pele, mas sua formação moral… frase impagável. Parabéns pelo post

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s