LIBERDADE DE ESCRITA

escrita

 

O lema da Academia Santa-Mariense de Letras, que tenho a honra de, momentaneamente, presidir, é “verba volant, scripta manent”, o que, em uma tradução livre, significa “palavras faladas voam, palavras escritas permanecem”, dando uma explicação para a ideia de que os acadêmicos são imortais. Afinal, o que se escreve permanece por séculos!

Por outro lado, é enorme a responsabilidade de quem escreve exatamente porque as palavras escritas permanecem, e podem nos condenar para sempre à crítica demolidora, justa ou injusta, assim como nos lançar ao paraíso da aprovação, o que é mais raro.

Mas, sobre o quê escrevem os escritores? Pode ser sobre fatos, o que significa que deve se prender à realidade provada, mesmo que esteja livre para dar a eles a interpretação que melhor lhe aprouver.

Podemos escrever sobre o que sentimos, a partir de percepções de caráter absolutamente pessoal, resultado de experiências próprias ou alheias ou deixarmos a imaginação correr solta, criando personagens, situações e desenlaces que nem sempre são factíveis ou são, verdadeiramente, delírios.

Pessoalmente, e este é um defeito meu, não gosto de escritas que misturem fatos com fantasias, notadamente quando não permitem ao leitor estabelecer a fronteira exata entre uma e outra. Mas este é um estilo de escrita que deve ser respeitada, pois afinal imaginamos que o autor esteja disposto a pagar o preço da confusão feita pelo leitor.

O que não podemos, sob hipótese alguma, é nos imaginar donos de fatos, de acontecimentos reais, apenas porque nos atingiu diretamente. É absolutamente aceitável até mesmo que se escreva sobre a vida de pessoas reais, como nas biografias, mesmo sem autorização do biografado ou de seus familiares, principalmente quando se trata de personagens públicas cuja vida “caiu no domínio público”.

Certamente que, quando escrevemos sobre fatos, devemos assumir integralmente a responsabilidade pelos danos eventuais aos envolvidos. Isto não significa restrição à escrita, mas a liberdade de escrever com responsabilidade.

Assim, viva a liberdade de escrita e vivam os escritores responsáveis pelo que escrevem.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s