CARTA AOS FILHOS

Filhos do meu coração:

Depois das muitas homenagens, das palavras de carinho, dos presentes e dos abraços que recebi neste Dias dos Pais e em todos os outros que passaram, resolvi escrever-lhes esta carta, revelando o quanto amo vocês.

Nunca pensei em não os ter como filhos, ao contrário, me imaginar sem vocês me apavora até hoje. Sei que poderia e posso ser melhor, mas existem alguns defeitos em mim que, por mais que eu tente, não consigo eliminar. Sei que vocês terão todas as minhas duas ou três qualidades e rejeitarão, com veemência, meus múltiplos defeitos.

Sei que vocês serão melhor que eu, que amarão seus filhos, meus amados netos, mais do que eu amei e amo vocês, mas a culpa não é minha, mas da minha desesperada tentativa de dar a vocês o que não tive, materialmente falando, o que me fez descuidar da obrigação de dedicar-lhes mais tempo.

Só hoje sei que tudo que vocês queriam de mim era meu tempo, mas ele sempre foi tão escasso para a família, apesar de sobrar para os outros. Está certo que procurei fazer o melhor por outras pessoas, e rezo para que estas pessoas protejam vocês, em meu nome.

Vocês amarão seus companheiros e filhos mais do que eu amei, olharão para eles como seres livre, inteligentes, capazes de melhorar o mundo, proteger a natureza e os interesses da sociedade com mais eficiência, não aceitarão a corrupção como algo inevitável, não desprezarão os animais e amarão a todas as pessoas, independente de sua cor, condição econômica e sexual.

Eu sei que eu devia ter feito isto, também, mas não fui inteligente o suficiente, não tolerei as diferenças e não me senti responsável como devia, pois muitas vezes achei que a solução das injustiças não era comigo. Eu estava errado, não façam o mesmo que eu, assumam que vocês vivem no mundo e são responsáveis, direta ou indiretamente, por tudo que acontece nele.

Perdão, filhos, por eu ser tão fraco, quando tinha todas as condições de ser forte. O que me consola é que vocês terão o tempo que eu achei que não tinha. Não o desperdicem com raivas, vinganças, intolerâncias, violências e guerras, sejam justos, éticos e honestos.

Sejam felizes.

Beijos, do pai.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “CARTA AOS FILHOS

  1. rosa maria dos santos

    Parabéns ao senhor por reconhecer “seus erros” , o que e muito difícil para o ser humano .. Estou aguardando o texto sobre as Olimpíadas , ouvi na rádio e foi o que comentamos minha filha e eu , e nós , que não somos do samba, nem da capoeira, nem tanto do futebol, onde ficamos? isto é Brasil? e tento mostrar aos meu alunos que Brasil não é só isso que a televisão mostra , somos muito mais, quando esperamos um ano por uma cirurgia, como o senhor tão bem colocou , e nós que estudamos, que temos um pouco mais de conhecimento , onde ficamos ?
    Sou prima do Daniel, esposo da querida Mirele.
    Obrigada por nos representar tão bem na imprensa. Rosa Maria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s