FRAUDES EM CONCURSOS PÚBLICOS


Já conto com 55 anos de idade e durante 30 anos trabalhei como Promotor de Justiça, quando investiguei centenas de casos de notícias de fraudes em concursos públicos, algumas verdadeiras, outras felizmente, falsas.

Mas, ultimamente, temos ouvido tantas informações acerca de fraudes em concursos públicos para admissão de pessoal que me vejo tentado a achar que chegamos ao limite do aceitável.

É claro que qualquer fraude é inaceitável, mas a cara de pau de alguns que pagam e outros que recebem dinheiro para passar nos concursos públicos sem precisar estudar e concorrer honestamente é espantosa.

Não sejamos ingênuos a ponto de achar que isto é coisa dos tempos modernos, pois os historiadores contam que na carta que Pero Vaz de Caminha, escrivão de Portugal que acompanhou Pedro Álvares Cabral na aventura de descobrir o Brasil, mandou ao rei comunicando a boa nova, ele aproveitou para pedir um emprego para um parente! Ou seja, começamos mal, e assim, só podíamos terminar mal.

Mas isto, mal ou bem, faz 500 anos, e não é possível que não tenhamos aprendido que a melhor forma de selecionar servidores público é através de concursos públicos honestos, e não através de apadrinhamentos.

O concurso público garante, minimamente, que os mais preparados tecnicamente para a função sejam escolhidos, sem vantagens indevidas.

Garante ainda que o poder público tenha em suas fileiras, atendendo ao público, pessoas honestas, dedicadas e interessadas, porque passar nas provas não é e não pode ser fácil.

Sempre pensei que, ao menos nos pequenos municípios, que fazem um ou dois concursos por ano, não haveria necessidade de contratar empresas particulares para receber as inscrições, redigir e corrigir as provas, o que poderia ser feito com muito mais controle e extremamente mais barato pelos servidores que já estão a serviço do público.

Mas, mesmo os grandes municípios, que fazem muitos concursos todos os anos, poderiam montar equipes próprias, pois tem mais recursos e teriam maiores condições de controlar a honestidade do processo.

O que é espantoso é que se ouve nos meios de comunicação diretores de empresas contratadas queixando-se que o Chefe do Executivo apresentou uma lista enorme de pessoas que tinham de passar. Ante a reclamação da empresa de que era muita gente e que isto seria descoberto o prefeito teria dito que “pagou por fora” e tinha o direito de decidir quem passaria.

No momento em que o prefeito decide quem vai passar está decidindo também quem não vai passar, pois afinal existe um número certo de vagas e para estas os seus apadrinhados estão garantidos, mesmo que sejam umas cavalgaduras!

Ou seja, a corrupção não apenas beneficia indevidamente quem paga como prejudica os inocentes que não sabem do esquema, ou são pobres e não podem pagar ou sabem do esquema, poderiam pagar, mas são honestos.

Assim, o que o prefeito faz é apenas terceirizar a maracutaia. Se for descoberta é só dizer que está chocado, que vai processar a empresa e nunca mais contratá-la. Se a sacanagem com dinheiro público der certo, tudo fica bem e as mulas apadrinhadas estão empregadas.

Quando o concurso é anulado pela Justiça quem mais sofre são os inocentes, alguns deles já trabalhando e que se veem na rua como se bandidos fossem. Algumas pessoas estavam empregadas e pediram demissão para assumir a função pública. Demitidas como suspeitas de terem participado de uma fraude, certamente que não terão o emprego na iniciativa privada de volta.

É uma sujeira tão grande que atinge a todos, mas mais gravemente aos inocentes, porque estes tem o que perder, ou seja, a honra.

Agora, fica a certeza:  se tem alguém que recebe dinheiro sujo para facilitar a aprovação indevida, é porque tem alguém que está disposto a pagar.

Aviso aos corruptores: vão estudar, criem vergonha nesta cara.

Aviso aos corruptos: mais cedo ou mais tarde, vocês vão acabar presos, porque não há mal que sempre dure.

Não existe corrupto sem corruptor.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “FRAUDES EM CONCURSOS PÚBLICOS

  1. Os corruptos sempre se dizem inocentes e tão vítimas como os demais. Isso ocorre aqui em Formigueiro. Não é átoa que a juventude está transferindo o título eleitoral para outras cidades. Tamanha a vergonha e descrença em uma administração honesta ,transaparente e não “trás parente”. Não se sabe mais á quem apelar para fazer justiça, pois a própria justiça aplica penalidades brandas,isso quando aplica alguma penalidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s