ESCRITOR DE FACEBOOK


Desde que surgiu o aparelho de telefone celular, com os torpedos, as pessoas e principalmente os jovens passaram a se comunicar através de mensagens breves e cheias de erros de gramática, não só em razão do espaço físico, mas também para acelerar as vidas envolvidas na conversa.

Depois surgiram as redes sociais e os MSN da vida, sem contar no e-mail (este já quase fora de moda), sem esquecer o twitter, cujo maior texto não pode ultrapassar 140 caracteres, mesmo que se possam escrever milhares de mensagens, sem nenhum controle sobre o conteúdo.

Temos agora os escritores de facebook, que se manifestam apenas e tão somente em pequenos textos, sem grandes preocupações com as normas de gramática. Não importa, o que importa é que escrevem.

Muitas pessoas escrevem muitas linhas, defendem muitas ideias e nem se dão conta como produzem. E alguns produzem textos bem interessantes, que se perdem na velocidade de novas mensagens que suplantam aquelas postas há minutos atrás.

Eu tenho lançado muitos textos de duas páginas no facebook e sei que alguns os leem, mas estou consciente que a maioria só curte por simpatia.

A gente lança um texto e dez minutos depois tem quarenta novas postagens que enterram a sua manifestação. Ou seja, mensagens no facebook têm vida brevíssima.

Eu não me importo, sei que o mundo de hoje é rápido mesmo. Se quarenta pessoas lerem meu texto no facebook já fico feliz, pois já ocorreu dele ser compartilhado sessenta vezes. Ora, se cada um que compartilha tem cem amigos, pode ser que cerca de seiscentas pessoas podem ter lido. Podem quer dizer que há uma possibilidade, o que já é bom.

Não adianta brigar com as novidades, temos mais é que nos unir a elas e tentar tirar o máximo de proveito.

Se o facebook mata meu texto em dez minutos, escrevo outro, e outro e outro. Um dia ele desiste, ou não. Eu não desisto, insisto.

Sou teimoso e burro.

E, assim, vou vivendo, enquanto der.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “ESCRITOR DE FACEBOOK

  1. Eu penso que as redes sociais são instrumentos poderosos que devem ser usados principalmente para democratizar a democracia, divulgando e debatendo idéias, disseminando informações mais próximas da verdade, sem que elas sofram a maquiagem da mídia corporativa. É uma grande oportunidade que temos de nos livrar do cabresto e das viseiras que são colocadas nas notícias que são transmitidas pelos meios de comunicação tradicionais. Não precisamos mais nos conformar com aquelas gotas de informações que são adredemente lapidadas pelos veículos de comunicação conforme a ideologia que comungam, fazendo com que elas se aproximassem bem mais de opiniões do que propriamente de informações. Hoje, através das redes sociais, estas gotículas interpretadas unilateralmente por aqueles que as fornecem, são transformadas em tsunamis de novas interpretações dentro dos espaços virtuais.
    Naturalmente este meu comentário será ampliado e irá se transformar em um artigo que eu irei publicar não apenas no facebook, mas também em jornais, portais e em meu blog. Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s