Sobre o RS

(A polêmica é grande, durante muito tempo foi dito, inclusive por mim, aqui, de que o texto a seguir era do Arnaldo Jabor. Outros dizem que é de Luciano Pires. Gosto do texto, mas já cansei da discussão sobre a autoria. Assim, tirei do título a expressão “Arnaldo Jabor” e deixei só “Sobre o RS”)

Pois é. O Brasil tem milhões de brasileiros que gastam sua energia distribuindo ressentimentos passivos. Olham o escândalo na televisão e exclamam ‘que horror’. Sabem do roubo do político e falam ‘que vergonha’.
Vêem a fila de aposentados ao sol e comentam ‘que absurdo’.
Assistem a uma quase pornografia no programa dominical de televisão e dizem ‘que baixaria’.
Assustam-se com os ataques dos criminosos e choram ‘que medo’.
E pronto! Pois acho que precisamos de uma transição ‘neste país’.
Do ressentimento passivo à participação ativa.
Pois recentemente estive em Porto Alegre,onde pude apreciar atitudes com as quais não estou acostumado, paulista/paulistano que sou.
Um regionalismo que simplesmente não existe na São Paulo que, sendo de todos, não é de ninguém. No Rio Grande do Sul, palestrando num evento do Sindirádio, uma surpresa.
Abriram com o Hino Nacional.
Todos em pé, cantando.
Em seguida, o apresentador anunciou o Hino do Estado do Rio Grande do Sul.
Fiquei curioso. Como seria o hino?
Começa a tocar e, para minha surpresa,todo mundo cantando a letra!
‘Como a aurora precursora do farol da divindade, foi o vinte de setembro o precursor da liberdade’.
Em seguida um casal, sentado do meu lado, prepara um chimarrão.
Com garrafa de água quente e tudo.
E oferece aos que estão em volta.
Durante o evento, a cuia passa de mão em mão, até para mim eles oferecem.
E eu fico pasmo.
Todos colocando a boca na bomba, mesmo pessoas que não se conhecem.
Aquilo cria um espírito de comunidade ao qual eu, paulista,não estou acostumado.
Desde que saí de Bauru,nos anos setenta, não sei mais o que é ‘comunidade’.
Fiquei imaginando quem é que sabe cantar o hino de São Paulo.
Aliás, você sabia que São Paulo tem hino? Pois é… Foi então que me deu um estalo.
Sabe como é que os ‘ressentimentos passivos’ se transformarão em participação ativa?
De onde virá o grito de ‘basta’ contra os escândalos, a corrupção e o deboche que tomaram conta do Brasil?
De São Paulo é que não será.
Esse grito exige consciência coletiva,algo que há muito não existe em São Paulo. Os paulistas perderam a capacidade de mobilização.
Não têm mais interesse por sair às ruas contra a corrupção.
São Paulo é um grande campo de refugiados,sem personalidade, sem cultura própria, sem ‘liga’.
Cada um por si e o todo que se dane. E isso é até compreensível numa cidade com 12 milhões de habitantes.
Penso que o grito – se vier – só poderá partir das comunidades que ainda têm essa ‘liga’.
A mesma que eu vi em Porto Alegre.
Algo me diz que mais uma vez os gaúchos é que levantarão a bandeira.
Que buscarão em suas raízes a indignação que não se encontra mais em São Paulo.
Que venham, pois. Com orgulho me juntarei a eles.
De minha parte, eu acrescentaria, ainda: ‘…Sirvam nossas façanhas, de modelo a toda terra…’

Anúncios

77 Comentários

Arquivado em Uncategorized

77 Respostas para “Sobre o RS

    • SolPoeta Gaúcha

      Uma gaucha morando em Campinas a 37 anos até hoje sinto-me uma estranha no ninho.
      Parabéns caríssimo beijo até os pés de alguém que vejo falar da minha terra minha gente..
      Pindurando as chuteiras e vou é poetar no meu Rio Grande kkkk bjus amadorooo vc e seu trabalho parece gaúcho não tem papas na língua kkkkkk

    • moacir antonio ribeiro

      mas não basta pra ser livre, ser forte aguerrido e bravo, povo que não tem virtude acaba por ser escravo…valeu JABOR!

  1. Tatiana

    Para encerrar o 20 de setembro…

  2. Dayanne Reck

    Eu como gaúcha sinto-me envaidecida por ler isto e principalmente por Jabor…
    Sensacional…

    • Felipe Alvares

      Nosso povo Gaúcho se orgulha de honrar as tradições, desde pequenos todos nós aprendemos o Hino do Rio Grande do Sul.

    • Como gauderia da fronteira, meu coração se enche de emoção e orgulho, pois alguém reconhece e valoriza de forma lúcida, pequena parte do tal tão mal falado “bairrismo gaúcho”, que na verdade é uma postura embasada, se não cientificamente, mas na sua cultura, no seu aprendizado de guri e guria, que o amor à terra pátria, deve ir além. Grata pelo reconhecimento!
      Claudia Kraemer Thomsen Silveira.

  3. Sem palavras. Ouço e leio sempre que posso as crônicas e as colunas de Arnaldo Jabor. Não sou gaúcho de nascença (1987), mas fui muito bem acolhido nessa terra e a trato como meu pago agora. Infelizmente o restante do país não tem a garra, a fibra moral e a perseverança que o povo Riograndense tem, mas ainda tenho a esperança que haverá uma geração que dará um pé na bunda do Brasil e o faça ir para frente. Talvez seja isso que precisamos, de pessoas que façam valer a democracia e coloquem a cara a tapas como o ocorrido na Universidade Federal de Santa Maria onde estudantes de Medicina reivindicam a falta de professores em determinadas matéria chamadas “fantasmas” que constam no currículo não há aula das mesmas. E como diz aqui no Sul do Brasil: “Não tá morto quem peleia”, vamos lutar pelos nossos direitos e fazer valer nossas conquistas.

  4. Tamara Pacheco

    Foi maravilhoso ler isso,vindo do Arnaldo Jabor,melhor ainda.O orgulho de ser gaúcha e fazer parte desse povo aumentou ainda mais.Encerrou o 20 DE SETEMBRO com chave de ouro.

  5. Laís Albuquerque

    Texto muito bom Jabor ! eu, gaúcha, me senti um pouco mais orgulhosa agora (:

  6. Michele

    Gaúcho sem modéstia… como eu amo meu Rio Grande!! E fiquei pasma… cantar o hino do seu estado é uma obrigação!!

  7. Laís Albuquerque

    Texto muito bom do Jabor ! eu, gaúcha, me senti um pouco mais orgulhosa agora (:

  8. Ei, Jabor. Mude-se para o Rio Grande do Sul e espero que esse estado que se julga superior a todos os brasileiros, inclusive que nem quer ser brasileiro, consiga sua independência e se torne um país. Podem ir pra lá Jabor e quetais. Brasil agradece.

    • Luana Boeira

      Tens inveja dos gaúchos? Antes de escrever bobagens vá estudar história… só que não conhece a história fala essa idiotices. O Rio Grande do Sul já foi uma república sem nunca ter desejado isso. Tornou-se a República como forma de protesto à um governo autoritário e centralizador. Assim que as reivindicações dos gaúchos foram ouvidas, um acordo foi feito e a RS voltou a fazer parte do Brasil.(Paz de Ponche Verde) Tudo isso porque os ideiais Farroupilhas não tinham como objetivo a separação, somente igualdade.
      Então, Gabriela, antes de escrever bobagens, vá se instruir!!!
      Aprenda com uma gaúcha que não só conhece a história do estado, mas do país!

    • Ju

      Nós gaúchos também agradecemos Gabriela! Pessoas inteligentes, que não aceitam essa vergonha e roubalheira que é o Brasil, sempre serão bem vindos por aqui. Aliás, mesmo não pertencendo a este grupo, tu também serás bem vinda e muito bem recebida. Hospitalidade é um dos nossos fortes (sem modéstia, afinal, gaúcho não tem modéstia! rsrs)
      O contato com pessoas de bem, com educação, respeito e cultura e, principalmente, senso de humor, vão te fazer bem. 😉
      Fique em paz!

    • Virgínia Correa

      Gabriela, não nos julgamos superiores, apenas cuidamos do que gostamos.
      temos historia, como todo o Brasil tem, mas nós gaúchos riograndenses, a preservamos e a divulgamos.
      Bata no seu peito, divulgue a história do seu estado também, afinal somos brasileiros.
      Se cada estado manter suas tradições e suas histórias, quem sabe não seremos reconhecidos pelos demais paises como a terra apenas, do samba, futebol, prostituiçao, corrupçao, impostos, e balas perdidas……

  9. Eu

    Isto não é do Jabor, pessoal, vamos pensar antes de postar. O cara do texto diz que é paulista e que saiu de Bauru nos anos 70. O Jabor é carioca e nos anos 70 já estava fazendo cinema, sabem onde? Pois é, no Rio. Maldita inclusão digital.

  10. wellingtton caceres ansini

    e como gaucho da fronteira oeste que eu sou eu digo nao ta morto quem pelea pois lutar é a almo do campeiro e vamo simbora indiada levanta mais uma vez nossas bandeiras !!!!!

  11. spotmwt@hotmail.com

    o bom é que o texto nem é do jabor, ele nem é paulista e sim carioca, cara nem pesquisou antes de escrever.

  12. Tiago L. Messinger

    Parabéns!!! Assim nos dá mais força para seguir lutando contra os problemas já conhecidos de todos e ignorado pela maioria!!

    Vamo Gauchada, a revolução está armada, com lingua afiada e muita disposição!

  13. Bruno

    O texto pode até ser interessante, mas o Jabor é carioca e não paulista de Bauru. Não é, portanto, o autor deste texto. Abs.

  14. Valéria Rodrigues

    Sinto informar, mas Jabor não escreveu esse texto absurdo e mentiroso. A pessoa que escreveu, usando criminosamente o nome de Arnaldo Jabor, além de mentirosa e preconceituosa, é mal informada e ignorante. Em primeiro lugar, deveria saber primeiro onde nasceu a vítima de sua mentira: Arnaldo Jabor é carioca, nasceu no Rio de Janeiro e não em Bauru, como diz o “escritor” ignorante. Em segundo lugar, Jabor jamais demonstrou ser uma pessoa preconceituosa, muito menos com relação a São Paulo, cidade que ele frequenta muito. Em terceiro lugar, Jabor pode não ser um “Prêmio Nobel de literatura”, mas não escreve tão mal quanto esse falso Arnaldo Jabor. Não é o primeiro texto de “falso Jabor” que já li. Eu mesma já enviei alguns ao verdadeiro Jabor, que sempre confirmou minhas suspeitas sobre esses escritores fantasmas. Todos de péssima qualidade e muito ignorantes!

    • Ju

      É Valéria, da mesma forma que você está sendo preconceituosa e ignorante. Pois mesmo sem conhecer a autoria, ataca a mesma de todas as formas. Se tivesse verificado a identidade do mesmo e o que ele pensa a respeito do assunto, não escreverias tantas bobagens.

  15. Mas bá me passe o chimarrão tchê!!! Feliz é o povo que honra suas tradições

  16. José Maurício Freitas Czubinski

    E o que, segundo Arnaldo Jabor, diferencia o RGS em relação aos demais estados? Ou seja, por que, no RGS, não haveria o simples “ressentimento passivo”, mas sim uma verdadeira “participação ativa”? O que fazemos de diferente em relação aos escândalos além do “que horror”, ” que terrível”?
    Seria porque tomamos chimarrão “coletivamente”? Por que cantamos o hino riograndense e inflamos o peito ao falar o “serivam nossas façanhas”?
    Sinceramente, acho que o Jabor foi irônico em relação à província.
    Abraços.
    Em tempo1: sim, nasci no RGS.
    Em tempo2: antes que me ofendam, digo: respeito e convivo, pacifica e democraticamente, com opiniões contrárias.

  17. Adelino

    Muito Bom. Muito Bom Mesmo.

    Eu sou Gaúcho… com muito orgulho…sou Brasileiro, mas não abro mão do chimarrão.

    • Paulo Gabriel

      Muito bem traduzida em forma escrita o que o povo do Rio Grande é realmente!! Aproveitando que
      gaúcho peleia,e não foge a tradição, solicito a todos que compartilhem a ideia de não votar mais, para
      nenhum cargo político, o então deputado Edson Portilho do PT-Rs, segue abaixo texto

      Aprovada Lei que permite TORTURA de animais. O Deputado Edson Portilho, do Rio
      G…rande do Sul, teve a desventura de criar um projeto de lei que permite que os animais sejam torturados e sacrificados em rituais religiosos. O parlamentar, sabendo que os protetores dos animais se manifestariam , fez a seguinte trama:
      marcou a apresentação para votação da lei num dia de julho , mas fez um chamado urgente e marcou a reunião às pressas, mais cedo. Os únicos avisados foram os demais deputados .Ou seja : não havia defesa. Os animais não tiveram oportunidade de ter pessoas que os representassem . Quem poderia responder por eles? E aconteceu o que mais temíamos: houve 32 votos contra os animais e apenas 2 a favor . Os animais agora poderão ter olhos e dentes arrancados e cortados em vários pedaços para fazer o tal Banho de Sangue. Os animais que não servem mais para o ritual são mortos a sangue frio , conscientes e sem qualquer anestesia. Por isso, vamos garantir que o deputado nunca mais consiga se reeleger . Divulgue , para que Edson Portilho não se eleja para mais nenhum tipo
      de cargo

      • Ju

        Paulo, esta notícia que voltou a circular esta semana é antiga. O projeto de lei é de 2003 e foi sancionado em 2004, se não me engano.

        E, sinceramente, quem somos nós para condenar o sacrifício de animais se os sacrificamos todos os dias? Já viram como frangos, gados e porcos são criados? E como são abatidos? E tudo para nosso simples deleite, pois não temos necessidade de consumir tanta carne. Aliás, não é nem recomendado pelos especialistas. Mas mesmo assim o fazemos.

        Longe de mim defender esses rituais religiosos, pois é algo que não compactuo e se quer compreendo. Mas temos essa mania de condenar e julgar a atitude do outro, e esquecer de vigiar os nossos próprios atos.

        Pensemos nisso.

  18. BIRA COSTA

    Nós, como GAÚCHOS e GAÚCHAS, não estranhamos isto, aliás, ficamos até surpresos quando paulistas e cariocas ou até mesmo, os estrangeiros detectam que temos uma cultura diferenciada. Não somos a “única” bolacha do pacote, mas, sim, somos um povo que tem orgulho sim das suas raízes, aliás, tema da Semana Farroupilha de 2011: Nossas Raízes!
    Para finalizar, o Hino do RS é cantado aqui, no Sul, em todas as partidas de futebol de Inter e Grêmio, após o hino Nacional, e, por dezenas de vezes, mais entoado e com mais paixão que o Hino Brasileiro. Isso, arrepia a “indiada” da casa e, os visitantes. Passar de mão em mão, de boca em boca, o chimarrão, é um costume que tem tanta importância quanto pregar uma religião, ou torcer pela dupla Grenal. Enfim, a presença gaúcha, no cenário Nacional, será sempre um orgulho, basta olharmos para a trajetória de Getúlio Vargas, João Goulart, Leonel Brizola, Ronaldinho Gaúcho, Pedro Simom, Ana Amélia e Paulo Paim, além da própria Presidente, Dilma Rousseff ( que por anos, foi nossa secretária de Minas e de Energia), além de muitos outros ícones que produzimos. Não era a favor da divisão deste Estado do resto do pais, mas, como Jabor disse, se um dia tivermos de que produzir um senso de indignação, que comece por aqui. Nós temos história!

  19. Joao da Silva

    legal ver como parece que os gaúchos são os únicos que prestam no mundo… se são tão fodas e tão bons o que tão esperando pra começar a revolução contra essa merda de politica do país? ah claro porque dessa vez a elite ta se dando bem com a politica e nao é como da outra vez que tavam sendo prejudicados e então resolveram agir… muito bom ver essa gente se enchendo de orgulho da história que tem, e que nem ajudaram a construir já que todos os que fizeram já morreram, mas na hora de fazer a própria, ninguém começa, é apenas pose. parabéns por nada voces todos aí de baixo =) muita pose pra pouca atitude…

    • adedeycastro

      Como eu sou um democarta, pero no tanto, aprovei teu comentário.
      Vamos admitir que fostes grosseiro, sem necessidade.
      Todos nós sabemos que nestas histórias de gaúchos há uma boa dose de
      fantasia, mas, quem não acredita em bruxas, também não acredita em anjos.
      Não seja tão ácido, deixa-nos gozar da emoção de ser gaúcho, pois
      isto não significa desprezo pelos demais.
      Ao contrário, respeitamos todo mundo, inclusive pessoas como tu que se
      esconde atrás de um nome falso e parece, que Deus me perdoe, que tem um ciúme danado de nós.
      É claro que eu estou errado, por isto, caro amigo ciumento,
      te identifica e vamos conversar de forma educada, coisa que não
      fostes neste cometário.
      Um abraço, tchê!

      • Joao da Silva

        Citar anjos, bruxas e até deus na resposta foi desnecessário e pra mim tão grosseiro quanto tu diz que o meu comentário foi =) até porque foi exposto de um jeito bem sem sentido, mas tudo bem.

        E dizer que o orgulho de ser gaucho não é a mesma coisa que desprezar os outros, me desculpe, mas não parece que é o que acontece, tanto que se conseguissem se separavam do país e faziam a própria terra como se realmente fosse a melhor coisa da Terra =P como se conseguissem se sustentar.

        E eu morei aí no sul por mais de 10 anos, se pudesse até voltava, e no geral não tenho problema com gaúchos, só com esses que acham que aí realmente é o melhor lugar do mundo só porque seguem as tradições, e sim, desprezam os outros lugares como se eles não possuíssem tradições e costumes tão importantes quanto os de vocês (afinal voces nao foram os unicos a se rebelerem e nem são os unicos a ter história) =) Já os gaúchos que são de fato respeitosos e educados, com esses nunca tive problema nenhum, assim como não teria com qualquer outro de outro lugar que tivesse essas qualidades =) só acho engraçado essa glorificação toda da história feita, e na hora de fazer uma nova, da própria da sua época, ninguém se mexe, preferem ficar apenas relembrando o passado. Mas se acham lindo viver nessa idéia de que o RS é o único lugar no mundo que presta, sejam felizes, quem sou eu pra me meter.

        Quanto ao anonimato, o seu nome também não me parece algo muito real pra querer falar de mim, então pra que me cobra? E que diferença ia fazer pra você que nem me conhece também? =) abraço.

      • adedeycastro

        Calma, não vamos brigar.
        Agradeço tua visita e digo que, incrível, meu nome é este mesmo,
        aliás João Marcos Adede y Castro
        Serás bem recebido, não dá bola para nossos exageros.
        Meus dados estão na página inicial em Currículo.
        Adoro uma polemica, e vocês me proporcionam momentos de grande prazer.
        Abraços, tchê!

    • Ju

      Amigo, tu és só mais um desse Brasil afora que direciona tua ira ao nosso povo, sem se quer ter motivos reais. Desconhece nossa história como também o nosso povo. Desconhece, em especial, o nosso bom humor. Do contrário saberias que muitas tiradas bairristas não passam de brincadeiras nossas, e que parece que só nós compreendemos, visto a ira, raiva e falta de respeito em vossos comentários.

      Temos orgulho sim da nossa cultura. Uma paixão inexplicável pela nossa terra. Algo que só quem sente sabe o que é. Então apenas nos respeite, porque você nunca vai nos entender.
      Não nos achamos melhores do que os outros, simplesmente nos achamos! E só! Ressaltamos o que temos de bom e de melhor. E isso não quer dizer que o teu Estado seja pior, vocês é que interpretam desta forma.

      Sabe quando você ama alguém, que o seu peito parece que vai explodir, e que ninguém compreende o tamanho deste amor? Pois é, é mais ou menos por aí…

      No mais, fica um convite para conhecer nosso Estado. Tenho certeza de que serás muito bem recebido.

      Um abraço!

      • Joao da Silva

        Eu já conheço o estado, vou até ignorar que já escrevi isso na outra resposta =) e já disse que não tenho nenhum problema com os gaúchos que são pessoas razoaveis e educadas… quanto as tiradas bairristas engraçadas, se só voces entendem a graça, talvez nem sejam tao boas assim =) e não sou eu que interpreto dessa forma, você pode até dizer que não quer dizer isso e no fundo é uma brincadeira, mas nao é bem isso que acontece com a maioria dos gaúchos que conheci pelo menos =P tanto que sempre tinha um pra criticar a cultura da bahia, de outros lugares do nordeste, do rio de janeiro e até dos indios espalhados por aí, afinal a cultura deles é pior né? =s

        E não entendi qual foi a ofensa tão grande que fiz se só falei que voces adoram tanto a história do passado que os antepassados de voces criaram, mas a de voces atualmente nao fazem nada pra construir =) é mentira?

        E se ama tanto seu estado, que lindo e parabéns =) mas nem era essa a questão, era só a força tão grande do passado e a presença tão comum e banal no presente sem a perspectiva do futuro grandioso. Mas seja feliz como quiser, afinal é o que importa né?

        e ao dono do blog, nao da pra responder a sua resposta da resposta… é que como tu colocou o endereço do teu blog errado no link do teu nome, até achei que era um fake usando o nome, desculpa meu engano, nao era intenção ofender nem nada =) nem era intenção ofender ninguém, só se ligarem que o passado é lindo, mas construir o futuro seria ainda melhor, que acho eu foi isso que os revoltosos lá devem ter pensado, apesar dos pesares.

    • Vinicius Nunes

      Sr João da Silva:

      E o Senhor faz o que pra mudar esse futuro que vocês está nos cobrando? Você tem orgulho dos seu Estado pelo que? Em que tradição voce se enquadra? Você teve antepassados? Eles lutaram pelo o que? Ora, faça-me o favor cidadão. Isso é muito inveja, falta de conhecimento da história e tremenda dor de cutuvelo.
      Ser Gaúcho é ter orgulho de levantar a Bandeira do seu País/Estado, ter orgulho da sua terra, e por anda andar pelo mundo afora, levar um pedaço da sua cultura consigo; é ter orgulho do seu passado histórico e marcante, é saber cantar o seu hino desde piá.

    • daniele

      lamento esses comentarios…se tivessem ou melhor se “conhecessem” a própria história não diriam isso com certeza, nos orgulhamos de nossa história e de quem a construiu! detalhe nossa CULTURA não a deixa apagar, e cair no esquecimento!
      Talvez ainda não começamos, mas pelo menos temos orgulho e acreditamos, ao contrario de outros que além de não fazer a sua parte, não manter seus laços de cultura só sabe reclamar…A politica de nosso pais não esta boa, mas ao invés de reclamar.. VAI LA E FAZ MELHOR! JA QUE QUALQUER UM PODE!
      QUERO VER??

  20. Denise

    Não importa quem escreveu este .. se Arnaldo Jabor ou um falso Arnaldo Jabor. O mais importante é o seguinte .. todo GAÚCHO tem ORGULHO de ser GAÚCHO e se não sabe todo o Hino do RIO GRANDE SUL , sabe pelo menos o refrão. Eu sou GAUCHA!!! Me orgulho de ser da frontreira oeste e amar a música e a cultura do meu Estado. Eu sou GAÚCHA e me basta prá SER FELIZ no Universo!!!

  21. Iuri

    Esse texto não é do Jabor. E nem poderia ser. Ele nunca seria tão ufanista, regionalista e provinciano, como é esse textinho piegas aí…

    • adedeycastro

      Já expliquei que não tenho certeza que é do Jabor, recebi e repassei.
      Não precisa ser grosseiro, meu amigo, deixa a gente sonhar um pouco!
      MELHOR SER UFANISTA, PROVINCIANO E REGIONALISTA DO QUE NÃO SER NADA!
      TU DEVIAS TER ORGULHO DO LUGAR ONDE NASCESTES, A PROPÓSITO, DE ONDE ÉS MESMO?
      E não é um textinho, é um textão, gostaria de tê-lo escrito, ou melhor,
      que tal tu escrever um sobre o assunto, mas sem palavras ofensivas.
      Aceitas o desafio?
      Apesar da tua acidez, um abraço, tchê!

  22. ta de parabéns pode não ser do Arnaldo mas ta mt bom esse texto e esse paulistas sem amor ao seu estado q vão cuidar das suas favelas .Fonte de renda do gaúcho e o gado e de vcs e oque o pó ,maconha ou o crack?

  23. Douglas schneider

    Muito boa sua matéria e adicionando seus elogios como um gaúcho nato. É a única região que as torcidas cantam com todo orgulho nosso tão querido hino Rio Grandense antes do inicioda partida, para quem adimira nossa tradição, ai vai uma palinha.

  24. Douglas schneider

    Muito boa sua matéria e adicionando seus elogios como um gaúcho nato. É a única região que as torcidas cantam com todo orgulho nosso tão querido hino Rio Grandense antes do inicioda partida, para quem adimira nossa tradição, ai vai uma palinha.
    acesse o link: http://youtu.be/4ozBoNaVWek

  25. Espalhar mentiras pela Internet não é uma prática culta. Basta publicar o texto e escrever ORIGEM DESCONHECIDA.

    Sou gaúcho. Aqui tem coisas boas. Mas esconder os problemas não é o caminho. Vamos nos comparar a Suiça. A Alemanha. Ou mesmo o Chile e a Argentina.

    O Brasil tem progredido muito mais que o RS. Qualquer estatística mostra isso.

    O ponto mais relevante de nosso hino diz:
    Mas não basta pra ser livre
    Ser forte, aguerrido e bravo
    Povo que não tem virtude
    Acaba por ser escravo.

    Chega de tanta peleia. Vamos mostrar que gostamos de cavalos. Mas não somos cavalos.

    • adedeycastro

      Que feio Alberto, me chamar de mentiroso.
      Publiquei o que recebi, e logo que alguém disse que não era do Arnaldo Jabor publiquei um post
      dizendo isto. Não sei de quem é, quando recebi me disseram que era do Jabor.
      Ninguém está defendendo peleia, meu amigo que sempre fala a verdade.
      Não sejas tão exigente com um velinho como eu.
      Se eu fosse tão mentiroso assim, tenho certeza que não terias visitado o post.
      Calma, tchê!
      Obrigado pela visita

  26. Simplesmente adorei…
    Nos chamam de bairristas, dizem que nós gaúchos somos exagerados no gosto pela nossa tradição. Não sou tradicionalista de andar pilchada e viver em CTG. Sou gaúcha da cidade nasci e vivo na capital, mas me corre uma lágrima do olho e dá um frio na barriga ao cantar o nosso hino, e nossas músicas tradicionalistas realmente mexem comigo.
    Obrigada Jabor….

  27. Jean

    Esse texto é mentiroso feito por um gaúcho frustrado!
    É tão mentiroso que todo mundo sabe que Arnaldo Jabor é carioca da gema, nasceu no Rio de Janeiro, até seu sotaque entrega, não tem nada de paulistano como paulista.
    Arnaldo Jabor não escreveu isso, é tudo mentira!
    Esse texto é mais uma prova que os gauchos sofrem um grande complexo de inferioridade e frustração contra os paulistas.
    E a fila de empregos em SP não para de ter gaúchos querendo uma vaguinha.

    • Ju

      Jean, sinto lhe desapontar. O texto realmente não é do Jabor, e muito menos de um gaúcho “frustrado”, mas sim de um conterrâneo teu! A autoria é do paulista Luciano Pires (no site http://www.lucianopires.com.br você encontra o texto original, que também fala de Pernambuco, e comentários do autor sobre essa troca de autoria).

      E te desapontando novamente, também não param de chegar paulistas pra trabalhar aqui no RS.

  28. Jean

    Eu espero que o dono do Blog aprove meu comentário anterior e esse também.
    Os gaúchos não são bairristas, são frustrados! Eles escondem sua frustração em um falso bairrismo. Bairrista é aquele que jamais deixaria sua terra para viver em outra, ainda mais na terra que eles tanto “desprezam” (com aspas). Bairrista é aquele que não tem complexo de inferioridade nem ressentimento, eles não se importam nem se lembram de outro lugar, caso diferente dos gaúchos que não param de falar do BraZil e principalmente dos paulistas… Parece aquele mulher que foi traída pelo marido, e fica falando para todo mundo ouvir que quer se separar dele, viver longe dele. Fala dele no trabalho, com as amigas etc… fala que tem ódio dele, mas não esquece ele nem quando o critica, e continua usando o carro do marido, seu dinheiro… Eu achei hilário quando os gaúchos fizeram passeata no RS, a favor da divisão dos lucros dos royalts do pré-sal, que se encontra em 4 estados (RJ, SP, ES e SC). Mas que bairristas são esses?… Bairrista é aquele que bate no peito e fala que não quer esmola, que irão viver do que tem na sua terra, não migram para outro lugar, ainda mais enchendo o saco de lugares que desprezam e migram aos montes. Bairrista de verdade não chuta cachorro morto. Quer uma lição de bairrista? Procura saber sobre os catalães. VOCE VERÁ O QUE É SER BARRISTA E NÃO SER UM POVO FRUSTRADO QUE SE ESCONDE EM UM FALSO BARRISMO, PRINCIPALMENTE COMPLEXO DE INFERIORIDADE E FRUSTRAÇÃO QUANDO SE ESCUTA A PALAVRA PAULISTA.

    • Vinicius Nunes

      Senhor Jean:
      Nenhum Gaúcho se diz Bairrista. Bairrista é rótulo imputado pelos invejosos de plantão como vossa senhoria que está usando isso como desculpa para disseminar o racismo e o ódio entre as regiões.
      Lamentável que ainda existem pessoas assim como você com essa visão míope dos fatos.
      Como disse uma colega aqui mesmo:
      Tens inveja dos gaúchos? Antes de escrever bobagens vá estudar história… só quem não conhece a história fala essa idiotices. O Rio Grande do Sul já foi uma república sem nunca ter desejado isso. Tornou-se a República como forma de protesto à um governo autoritário e centralizador. Assim que as reivindicações dos gaúchos foram ouvidas, um acordo foi feito e a RS voltou a fazer parte do Brasil.(Paz de Ponche Verde) Tudo isso porque os ideiais Farroupilhas não tinham como objetivo a separação, somente igualdade.

      E mais: Significado de bairrista: é quem defende os interesses do bairro ou de sua terra tanto por atitudes de defesa exacerbada de suas alegadas virtudes, ou, por analogia, da terra natal de alguém. O termo geralmente possui uma conotação negativa, pois ao bairrismo está vinculada uma visão estreita de mundo que menospreza tudo aquilo que vem de fora. Raramente o bairrismo é encarado como uma atitude positiva, de amor e orgulho por uma região.

      Portanto, nenhum gaúcho é bairrista e muito menos menospreza a cultura de outros povos. Se fosse, não haveria gaúchos espalhados pelo “brasilzão” e mundo afora , mas sempre sem deixar de cultuar suas raízes e tradições. Para você que não sabe, todos os estados da Federação possui um Centro de Tradições Gaúchas fincando sua bandeira, inclusive no exterior.
      Pura inveja e dor de cotovelo a sua!

      Saudações!

    • Ju

      Tu mesmo se contradiz, comprovando a tese de que gaúcho não é bairrista!! hahahahah
      Quem nos rotula dessa forma são vcs paulistas.

      E se tu não tem senso de humor, nem leia o que nós escrevemos, pq tu nunca vai entender mesmo! Nunca vai entender que quando escrevemos Brazil estamos apenas brincando, rindo dessa nossa mania de exaltar o nosso Estado, a nossa cultura. Sim, é isso mesmo, nós rimos de nós mesmos. E somos felizes assim!

      E se falamos mal de paulistas é pq vcs são os que mais se chateiam conosco. Os que mais pegam no pé de gaúchos. Só damos o troco. Como dizem, não sabem brincar, então não desce pro play!

      E nunca confunda orgulho, honra com bairrismo. São coisas completamente diferentes.

      Agora deixa esse ranço de lado e vá ser feliz! Vá procurar o que teu Estado tem de bom, vá se apaixonar pela tua terra, descobrir a tua cultura.

  29. Pingback: Arnaldo Jabor sobre o RS (via Adede y Castro) | Beto Bertagna a 24 quadros

  30. Bruno

    Infelizmente o texto não é do Jabor, mas é muito bom! A autoria é de Luciano Pires (www.lucianopires.com.br)! 😉

  31. Jander

    Infelizmente, também por aqui a mídia também domina e manipula as massas… a indignação também é uma mosca sem asas.

  32. mauricio

    cantamos o hino, tomamos chimarrão, assistimos ao desfile e só, nosso espírito de união termina por ai, se tudo termina na terça de cinzas no Rio, aqui tudo termina depois do 20 de Setembro..e os deputados continuam fazendo o que querem….

  33. Alex Dirlei Kunrath de Brum

    Eu gaúcho desgarrado do pago já tem um tempo, mas nunca deixei de manter minhas tradições, costumes e cantar o hino do rio grande é uma obrigação. Moro no interior paulista(Indaiatuba), aqui somos bem recebidos, mas infelizmente ainda há pessoas que nos discriminam pela maneira como mantemos nossas tradições e torcemos por um time(GRÊMIO), mesmo longe da querência. Belo texto, muito bem o que está escrito e eu gostaria de que apenas uma parte das pessoas que moram no nosso Brasil leiam isso.

  34. Cesar Puccinelli

    Fiquei muito orgulhoso de ler esta cronica do Jabor. E isto que ele não foi no Beira-Rio ou no Olímpico e ouviu mais de quarenta mil pessoas cantando o nosso Hino.

  35. Olga Gaieski

    ADOREI.
    Mais um texto rico, cheio de personalidade.
    E como dizem por ai,nós aqui do RS, nos Gaúchos nao nos julgamos melhores que outros estados e sim fizemos por onde,quem faz esse julgamento sao voces de fora que ao verem nossas “façanhas” talvez sintam-se um pouco enciumados com tantas virtudes. Mas isso talvez…
    AAA EU SOU GAÚCHAAAAAAA!

    E mais uma vez parabéns Arnaldo.

  36. Ju

    Acabei de descobrir que o autor deste texto é Luciano Pires (www.lucianopires.com.br).

    Neste link ele fala sobre o texto e a troca de autoria: http://www.lucianopires.com.br/idealbb/view.asp?mode=viewtopic&topicID=6058&num=20&pageNo=1

    E o verdadeiro Jabor, tbm fala sobre o assunto: “Há um texto bem gay sobre os gaúchos, há mais de um ano. Fui “eu”, a mula virtual, quem escreveu tudo isso. E não adianta desmentir. ” http://www.estadao.com.br/noticias/arteelazer,blogs-twitter-orkut-e-outros-buracos,460550,0.htm

  37. Bom gaúcho que sou, mesmo não sendo dos mais loucos por chimarrão, levei a cuia, erva-mate, bomba e todo o aparato quando fui morar na Austrália em 2009. Levei tudo isso muito mais para ter uma lembrança da minha terra natal do que para apreciar a bebida, e de vez em quando lembro que pegava a cuia (o recipiente feito de porongo) com a bandeirinha do RS que continha, e ficava me lembrando desses hábitos daqui, que só tem graça com os parceiros, como o Jabor disse, a liga que nós temos…

  38. Rodrigo Martini

    Somos gaúchos, e com orgulho, brasileiros!

  39. Adrian Bailey

    Não entendo um povo que diz amar sua terra, vem aos montes como manadas viver no estado de São Paulo.
    Parece que há mais gaúchos no estado de Sp que no RS.
    Depois que eu vi o censo IBGE 2010 dizendo que somente 15% das casas do RS tem tratamento de esgoto, contra os 78% de SP, não é surpresa nenhuma que venham tantos gauchos para o estado de SP.
    Muito humilhante para um povo tão orgulhoso virem matar a fome no estado dos paulistas.

    • Vinicius Nunes

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk……Sr Adrian:

      O senhor tá com uma resposta pra lá de recalcada.
      Não somos nós que importamos Nordestinos para SP para enriquecer seu Estado a custo da miséria alheia. Te esqueceu do exôdo é? Já vi muito programa divulgando Nordestinos querendo voltar para casa por causa do sonho que virou pesadelo em morar em SP.
      E outra,eu apostaria que você adora comer um churrasco gaúcho….hehehe
      E tem mais, você não tem nenhum embasamento técnico para dizer que gaúchos vão a SP matar fome. Não é o que a história conta. Aliás, os gaúchos é que vão aí matar a fome de vocês e ensiná-los a fazer um churrasco supimpa…kkkkkkkkkkkkkkk
      Se fosse assim, então vou dizer que tem muito Paulista matando a fome aqui, e no entando não vi nenhum reclamar da poluição, do transito e da comida que aqui é bem farta. Em SP tudo cobrado por Kg….kkkkkkkkk
      Nada contra os Paulistas, não vou generalizar, até porque tenho amigos Paulistas e todos nos respeitamos.
      Abraço

      • Ju

        Boa resposta Vinícius!
        E também não sei de onde tiram que alguém que ama sua terra não possa morar em outros lugares. Qual é o problema?? Isso só comprova que essa teoria de que somos bairristas é falsa. Se realmente fossemos assim, recusariamos tudo o que vem de fora e jamais aceitariamos morar em outro lugar que não fosse o RS. Apenas temos orgulho e nos sentimos honrados em fazer parte deste chão, desta cultura linda.
        Tem muito gaúcho em SP sim, como também tem em SC, PR, MS, MT, DF, AC, RR, RO, PI, RJ e todos outros Estados do Brasil, além de inúmeros países no mundo. E pq haveria de ser diferente?
        O que eu não entendo, é o pq dessa revolta paulista conosco. Sim pq são praticamente os únicos em que nos enchem o saco. Assim como torram o saco dos cariocas e nordestinos. Seriam eles os verdadeiros frustrados da história? Eu acho que não. Frustrações cada um carrega as suas, não é exclusividade de um povo ou de uma nação.
        Talvez eles só não consigam compreender o que é esse amor pelo Estado, já que o Estado deles é multicultural, agregou todos os povos do Brasil e não tem uma identidade definida.

        E pra finalizar, classificar o gaúcho como bairrista e racista é o mesmo que generalizar classificando o paulista de corinthiano e marginal. Não dá né?

  40. fabio

    O TEXTO E’ FAKE! ALEM DE PASSAR UMA PREPOTENCIA RIDICULA! SOMOS TAO INERTES QUANTO O RESTO DO PAIS, E SO’ PRA SE LIGAREM! JABOR E’ CARIOCA, E NAO PAULISTA DE BAURU!

  41. tito caxias

    POBRE JABOR, 2 DAS 3 PIORES COISA ELE ESTA SENDO ACUSADO: DE SER PAULISTA OU CARIOCA! 3ºNORTE E NORDESTE 2º SUDESTE E O RESTO E SEMPRE VAI SER EM 1º RS. SÓ FALA MAL QUEM NÃO É DAQUI, ISSO QUE EU ESCREVI JÁ É DOS TEMPOS DE ESCOLA.

  42. Mas báh tche, não vou gastar meu tempo falando o que já foi falado,
    por vários,.Só digo ao resto do RBRASIL..O RIO GRANDE DO SUL,NÃO É
    o meu estado… e sim, o meu P A Í S KKKKKKKKKKK MORRAM DE INVEJA!

  43. Edmar

    Povo que não tem virtude acaba por ser escravo!

  44. Lorenza

    a minha terra tem o céu azul…é só olhar e ver que eu sou do sul…
    Grande Jabor…mas esse é o nosso RGS…

  45. Toquinho Fraga / Formigueiro-RS

    Agradeço a deferência doutor. Bem característico esta sua atitude. Dar relevância e atenção a qualquer tipo de preito que lhe chegue ao conhecimento e a resposta pronta.
    Saudações!

  46. Einstein

    Gramde Jabor!!! Senpre falamdo verdades incrisveis sobre o mundo do seres umanos!!!!!!

    • Soflócotes

      Qualquer um que conhece o Jabor como eu conheço, sabe muito bem que o texto é legitimamente dele. E, cá entre nós, quem não gostaria de ter nascido lá no Sul? É o melhor lugar do mundo com as pessoas mais bonitas e educadas do mundo.

  47. Pingback: Sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra .... - Crazyflying - Loucos por Aeromodelismo, Aviação e Tecnologia | Crazyflying

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s